Depois do Natal, a Black Friday é considerada a data comercial mais importante para os brasileiros. Já há alguns anos, os varejistas têm aproveitado o mês de novembro para antecipar as promoções de produtos e serviços, despertando no cliente o desejo de compra antes mesmo do período de festas.

Mas, apesar de todo o sucesso e da preferência cada vez maior dos consumidores pela Black Friday, muitos empreendedores seguem cometendo erros que comprometem diretamente as vendas do negócio. Quando isso acontece, é possível ver a concorrência decolando durante a Black Friday enquanto a sua empresa realiza apenas algumas vendas pontuais.

Se você já enfrentou esses problemas nos anos anteriores e quer ter um 2021 muito mais lucrativo, confira a seguir os principais erros que sua empresa não pode cometer na Black Friday.

Site e canais de atendimento instáveis

Sabemos que a procura pelos melhores descontos é bastante alta na Black Friday e nem todas as lojas virtuais e centrais de atendimento estão prontas para receber esse volume de interações. Por isso, para não decepcionar os seus clientes, um erro que você não pode cometer é deixar o seu e-commerce e canais de relacionamento fora do ar ou instáveis.

Esse é um problema comum que pode ser evitado com algumas medidas que o empreendedor deve tomar antes da Black Friday. Por exemplo, se o seu site tem limite de acessos ou de vendas, se prepare para contratar um plano ilimitado ou com menos restrições. Isso diminuirá consideravelmente as chances de queda ou instabilidade.

O mesmo acontece com os canais de comunicação. Hoje, muitas empresas oferecem suporte aos clientes durante a Black Friday via chat, e-mail, redes sociais e aplicativos de mensagens instantâneas. É muito importante que todos esses canais se mantenham ativos e integrados durante toda a campanha.

Uma solução omnichannel pode ajudar e muito as empresas nesse processo. Por meio do sistema, é possível centralizar em um mesmo lugar todos os canais de atendimento do seu negócio, garantindo que o cliente tenha acesso a uma interação rápida, personalizada e conclusiva. Esses são pontos que contam e muito para impulsionar as vendas na Black Friday.

Aumentar os preços para diminuir na Black Friday

A estratégia de aumentar os preços dos produtos e serviços no início de novembro para diminuir na Black Friday é um dos erros mais graves que uma empresa pode cometer. Além de ser uma prática que os clientes facilmente descobrem, pois é comum que eles monitorem em sites especializados os valores dos itens que desejam comprar, a ação pode interferir na reputação da marca no mercado.

Ter um relacionamento transparente e verdadeiro com os clientes é fundamental para ter um bom desempenho na Black Friday e durante todo o ano. Por isso, faça campanhas que de fato ofereçam alguma vantagem para o consumidor, mesmo que o seu desconto não seja melhor do que o da concorrência. Não tente enganar o cliente, priorize sempre o bom relacionamento.

Problemas no processo logístico

Por mais que as compras na Black Friday mexam com a estrutura habitual das empresas, é preciso estar preparado para esse período. Um dos erros que pode impactar nas suas vendas é justamente as falhas no processo logístico.

Quando as entregas demoram muito mais do que o esperado e o cliente não tem nenhuma facilidade, como retirada no local, entrega expressa ou agendada, as chances dele buscar a concorrência que garante esses recursos é muito maior. Então, não pense duas vezes e comece a investir em melhorias em seu processo logístico.

Reunimos no artigo de hoje os principais erros que você não deve cometer durante a Black Friday. Para continuar por dentro de dicas relacionadas ao mundo da tecnologia e negócios, acompanhe as futuras publicações do nosso blog.

Ofereça atendimento ao cliente personalizado e sem esforço.

SOLICITAR UMA DEMONSTRAÇÃO ASSISTIR VÍDEO DEMONSTRATIVO